Patrícia Barreto

Confira aqui mais informações sobre o trabalho.

Educadora Nota 10

2019

PROFPatriciaBarreto_FOTOBrunaJusta2-2
Foto: Bruna Justa / Nova Escola

A argumentação no centro da conversa

Ela fez os alunos pensarem sobre a realidade local, pesquisar informações, opinar de modo consistente em discussões e gravar podcasts para divulgar seu trabalho

Educadora Nota 10: Patrícia Barreto
Instituto Federal do Rio Grande do Norte
Nova Cruz, RN
Língua Portuguesa – 3º ano
Ensino Médio

Projeto: Argument(ação): protagonismo juvenil

Número de alunos: 115 alunos
Duração do trabalho: 3 meses

Resumo: A professora Patrícia pediu aos alunos dos 3ºs anos que registrassem, por meio de uma foto, um problema social da cidade onde vivem. Em paralelo, trouxe para a sala de aula imagens que representavam denúncias de questões sociais. Pediu aos alunos para observá-las, identificando temas e apresentando justificativas para os diferentes pontos de vista que vinham à tona. Percebeu que os jovens falavam dos temas de forma genérica e superficial e por isso planejou estratégias que tinham como foco a argumentação e a produção de um artigo de opinião. Por meio de um jogo criado pela professora, o Argument(ação), as turmas aprenderam diferentes tipos de argumentos e pensaram em soluções para os problemas sociais apontados. Também foram lidos e analisados artigos de opinião escritos por estudantes para a Olimpíada de Língua Portuguesa de 2016. Terminada a produção escrita, os alunos prepararam um podcast para divulgar suas ideias e evidenciar o protagonismo juvenil.

Por que o trabalho foi premiado?
“A sequência didática é exemplar, eficaz e muito bem planejada, além de considerar os interesses e saberes dos estudantes e dialogar com contextos que ultrapassam a escola. Ela ajudou os alunos a dominar melhor o gênero artigo de opinião -, permitindo-lhes escrever ou falar numa dada situação de comunicação. É bacana ver um projeto que trabalha bem com as práticas de linguagem – leitura, produção de texto, oralidade, análise linguística – e ainda aborda a linguagem não verbal – as fotos estão presentes em toda sequência. Patrícia trabalhou nos módulos os seguintes conteúdos e procedimentos: ações discursivas – diferença entre fato, posicionamento, argumentação; construção do sentido de “argumentar”; pesquisa temática (os temas eram os das fotos produzidas pelos alunos no início); jogo Argument(ação), criado pela professora, que propunha elaboração de uma pergunta para vir à tona os conhecimentos sobre o município e o uso dos tipos argumentais. No material enviado, há vários vídeos de alunos argumentando sobre problemas de suas cidades.” Claudio Bazzoni é professor de Língua Portuguesa e Literatura Brasileira e Coordenador do Ensino Médio da EJA no Colégio Santa Cruz, em São Paulo, e selecionador do Prêmio Educador Nota 10

Veja também

Nova Escola Quando a prática dialoga com a realidade dos alunos
Veja Podcast em aula: as lições de argumentação da professora Patrícia Barreto
G1 Professora do IFRN de Nova Cruz vence Prêmio Educador Nota 10 na categoria ‘voto popular’
Tribuna do Norte Professora do IFRN vence Prêmio Educador Nota 10
Diversa Jovens dão voz à comunidade em projeto de valorização do território
Educa 10 Podcast do Educador Nota 10 com Patrícia