Cristiele Borges dos Santos

A VENCEDORA NA MÍDIA:

09/06/2022 – Nova EscolaEducador Nota 10: Atividades de investigação permitem desenvolver aprendizagens significativas

25/02/2022 – Globoplay – Jornal do Almoço – Professoras do RS vencem a 24ª edição do Prêmio Educador Nota 10

25/02/2022 – GZH Educação e TrabalhoProfessoras do RS estão entre os vencedores do Prêmio Educador Nota 10

03/03/2022 – Facebook Prêmio Educador Nota 10Que rufem os tambores… Hoje vamos dar início a série #top10

26/02/2022  Expansão.coProfessora de Novo Hamburgo é um dos vencedores do 24º Prêmio Educador Nota 10

25/02/2022 –  Site da Prefeitura Municipal de NOVO HAMBURGO – Professora de Novo Hamburgo é vencedora do Prêmio Educador Nota 10

 

A BATATA DOCE QUE EU CULTIVEI

As crianças aprenderam muito ao trocar ideias à distância sobre a planta, que cresceu em casa graças ao apoio das famílias

Foto: Nidiacris Ribeiro / Trupe Filmes

Educador Nota 10: Cristiele Borges dos Santos
Educação Infantil – Crianças bem pequenas – 2 a 3 anos
Escola: EMEI Joaninha
Novo Hamburgo, RS

Trabalho: A voz das crianças: conexões que aproximam
Número de alunos: 25
Duração do trabalho: 11 meses (1 ano letivo)

Resumo: Quem lida diariamente com crianças pequenas sabe que desenvolver um bom trabalho inteiramente à distância, durante a pandemia, foi um desafio enorme. Mas a professora Cristiele conseguiu uma comunicação que fez sentido e foi respeitosa com a faixa etária de 2 anos. De março de 2020 até janeiro de 2021, sua turma acompanhou o crescimento da batata doce, o que possibilitou integrar conhecimento científico, cuidado com as plantas e registros, em especial o desenho. Como a maioria das famílias só tinha o celular, as conversas e atividades aconteciam de forma individual, em duplas ou trios. O WhatsApp permitiu divulgar imagens e áudios, revelando que a linguagem oral das crianças deu um salto no período. O projeto destaca as especificidades da Educação Infantil, que envolve compreender como as crianças pensam, constroem conhecimento e se comunicam. Além disso, é um lindo exemplo de como os adultos – professora/es, gestoras e famílias – podem preparar um entorno delicado e cuidadoso para que elas aprendam.

Por que o trabalho foi premiado?
“Cristiele mostrou sensibilidade, conhecimento da faixa etária e também sobre as plataformas que viabilizaram a realização do projeto, respeito às famílias, profissionalismo e maturidade. Não é apenas o conteúdo que está sendo premiado, e sim um conjunto de qualidades que possibilitaram fazer a educação de crianças pequenas mesmo em condições de distanciamento, tornando-se um exemplo excelente de continuidade da escola. A turma se envolve em uma investigação: o crescimento de batatas-doces que as crianças e as famílias cultivam em casa, com o acompanhamento à distância da professora, o que gerou assunto e criou sentido para a comunicação entre todos. Premiar este trabalho é importante porque ele integra uma ação realizada pelas crianças (cultivar, acompanhar e cuidar de uma planta) com o uso inteligente de tecnologias de forma respeitosa à faixa etária. E a professora, apoiada por sua equipe, por suas gestoras e pela rede de sua cidade, exerce sua profissionalidade com seriedade, afeto e competência.” Paula Zurawski é professora de cursos de Pedagogia e de Pós-Graduação em Educação Infantil e selecionadora do Prêmio Educador Nota 10